Passar para o conteúdo principal

DOR TRAUMÁTICA

O QUE É A DOR TRAUMÁTICA?

A dor traumática é uma dor aguda que ocorre no aparelho osteomuscular.

Consequências da dor aguda

A dor aguda faz parte do sistema de proteção do organismo: é a resposta fisiológica normal a um estímulo nocivo, que se traduz como um sinal de alerta de um dano iminente ou real. Neste sentido, a dor desempenha um papel importante na manutenção ou restauração da integridade física.

Este tipo de dor caracteriza-se por ser autolimitada, claramente localizada e pelo facto de a sua intensidade se correlacionar facilmente com o estímulo que lhe deu origem. Está associada à ativação do sistema nervoso simpático sendo encarada como uma resposta ao stress. Assim, um indivíduo com dor aguda apresenta aumento da pressão arterial, aumento da frequência cardíaca e, frequentemente, contração muscular local.

O aparelho osteomuscular é formado pelos ossos, articulações e músculos.

As suas funções principais são1:

Suporte do corpo (posição ereta)

Movimento e deslocação (músculos e articulações)

Proteção dos órgãos internos (caixa torácica, crânio, coluna, pélvis)

CLASSIFICAÇÃO DAS LESÕES TRAUMÁTICAS1:

LUXAÇÃO

Deslocação repentina e duradoura de uma extremidade do osso para fora da articulação. Pode ser total ou parcial.


CONTUSÃO

Traumatismo de tecidos moles causado por um golpe ou um choque brusco contra um elemento sem ponta ou lâmina, ou seja, não provoca uma ferida na pele. O agente causador da contusão provoca uma lesão por pressão intensa, através de um esmagamento e compressão dos tecidos.


FRATURAS

Uma fratura é uma perda de continuidade de um osso, de origem traumática. Designam-se por "fissura" os traços completos ou incompletos, mas que não alteram a morfologia do osso, embora na realidade seja uma fratura porque o traumatismo superou a elasticidade do osso.

 

ENTORSE

As entorses constituem, provavelmente, o tipo de lesão mais frequente no universo das alterações musculoesqueléticas. Estima-se que 15 a 25% de todas as lesões musculoesqueléticas sejam deste tipo. Chama-se entorse (torção, distensão ligamentar) ao conjunto de alterações de uma articulação causadas por um movimento brusco que faz com que exceda forçosamente os limites normais da mobilidade, o que provoca uma rutura total ou parcial da cápsula e respetivos ligamentos.

Dor Traumática - entorse
 
Referências

Referências

1. Carmen Chemes de Fuentes. Luis Solórzano CATEDRA ENFERMERIA QUIRURGICA LESIONES TRAUMATOLOGICAS, 2011.

2. Vítor Moreira e col. Entorses Do Tornozelo: do Diagnóstico ao Tratamento, Perspectiva Fisiátrica, Acta Med Port 2008; 21: 285-292 http://www.aped-dor.org/index.php/sobre-a-dor/a-dor/14-dor-aguda-versus-dor-cronica

Referências